Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame

Foto: Reprodução Twitter

PARIS – Um incêndio atingiu, na tarde desta segunda-feira (15), a Catedral de Notre-Dame, no centro de Paris, uma das igrejas mais visitadas do mundo e o monumento histórico mais visitado da Europa. Imagens nas redes sociais mostravam a fumaça saindo do topo da Catedral Medieval. Uma grande operação de combate ao fogo foi colocada em curso. A polícia isolou a área e retirou os turistas. O governo francês informou que não há feridos.

O incêndio de grandes proporções se espalhou rapidamente e atingiu todo o telhado da catedral, provocando o desabamento da torre central. O Corpo de Bombeiros disse que a origem do fogo está provavelmente ligada às reformas na igreja. A Procuradoria francesa já abriu investigação.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, usou o Twitter para pedir aos cidadãos que respeitem o perímetro de segurança.O presidente da França, Emmanuel Macron, por sua vez, cancelou um discurso que faria à nação sobre o incêndio e decidiu ir para o local, assim como o primeiro-ministro Édouard Philippe.

No ano passado, a Igreja Católica na França havia lançado um apelo urgente pela mobilização de fundos para salvar Notre-Dame, que estava começando a desmoronar. A catedral gótica, rodeada pelas águas do Rio Sena, recebe em média 12 milhões de visitantes por ano, mais até do que a Torre Eiffel.

A igreja foi construída ao longo de 200 anos entre 1163, durante o reinado de Luis XVII, e 1345. O acervo existente dentro da igreja tem importância artística inestimável. Inclui até um órgão do Século XVII ainda em funcionamento.

Há também pinturas e gravuras que relatam a história da catedral, palco da coroação de Napoleão, e da própria cidade de Paris. Estátuas de bronze haviam sido removidas na semana passada devido às obras em curso.