ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Homem que esfaqueou Bolsonaro pode ser condenado, mas com pena menor, conclui Ministério Público

11 de abril de 2019

Homem que esfaqueou Bolsonaro pode ser condenado, mas com pena menor, conclui Ministério Público

Bolsonaro foi atacado em ato de campanha no ano passado em Juiz de Fora, Minas Gerais. Reprodução redes sociais

BRASÍLIA – O homem que esfaqueou Jair Bolsonaro em setembro do ano passado, durante um evento de campanha em Juiz de Fora, pode ser enquadrado criminalmente, mas com redução de pena, devido a transtornos mentais apontados em laudos médicos.

A conclusão referente a Adélio Bispo de Oliveira, réu confesso da tentativa de assassinato do então candidato a presidente, é do Ministério Público Federal (MPF).

O laudo produzido por ordem judicial informa que Adélio sofre de “transtorno delirante permanente paranoide”. O procurador Marcelo Medina enviou à justiça o parecer sobre o caso. As conclusões apontadas pela promotoria vão embasar a decisão judicial sobre a possível punição do réu.

Depois da facada no abdômen, Bolsonaro passou por três cirurgias, a última delas em janeiro deste ano.