ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Homem confessa que matou enfermeira no Rio, mas não fica preso por causa da lei eleitoral

24 de outubro de 2018

Homem confessa que matou enfermeira no Rio, mas não fica preso por causa da lei eleitoral

RIO – A polícia do Rio localizou o homem suspeito de matar a técnica de enfermagem Vanessa Ribeiro, de 38 anos, dentro da casa dela em Vila Valqueire, no início do mês, mas ele não pôde ser preso.

Evandro Herculano, de 35 anos, é ex-namorado de Vanessa. Ele confessou o crime durante depoimento na Delegacia de Homicídios, na Barra

Vanessa coordenava o setor de enfermagem da pediatria do Hospital Pedro II, em Santa Cruz. Divulgação SPDM

RIO – A polícia do Rio localizou o homem suspeito de matar a técnica de enfermagem Vanessa Ribeiro, de 38 anos, dentro da casa dela em Vila Valqueire, no início do mês, mas ele não pôde ser preso.

Evandro Herculano, de 35 anos, é ex-namorado de Vanessa. Ele confessou o crime durante depoimento na Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca, mas foi liberado logo depois porque a lei eleitoral em vigor não permite que prisões sejam feitas até o final das eleições.

Só as prisões em flagrante são permitidas neste período. A determinação vale desde cinco dias antes e até 48 horas depois do encerramento do pleito.

Vanessa coordenava o setor de enfermagem da pediatria do Hospital Pedro II, em Santa Cruz.