ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Governo quer que empresas com mais de 50 empregados arquem com o auxílio-doença

22 de outubro de 2019

Governo quer que empresas com mais de 50 empregados arquem com o auxílio-doença

BRASÍLIA – O relator da Medida Provisória (MP) que autoriza antecipar o 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS incluiu em seu parecer um dispositivo que muda a sistemática de pagamento do auxílio doença e acidente de trabalho.

Arquivo Agência Brasil / Antônio Cruz

BRASÍLIA – O relator da Medida Provisória (MP) que autoriza antecipar o 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS incluiu em seu parecer um dispositivo que muda a sistemática de pagamento do auxílio doença e acidente de trabalho. Essa decisão, do deputado Fernando Rodolfo (PL), atende a um pedido do governo. 

O objetivo é fazer com que as empresas com mais de 50 empregados assumam as despesas com o afastamento de funcionários e, depois,  possam abater o gasto no imposto a recolher.

Para o governo, a medida abrirá um espaço no teto dos gastos público, que vem sendo pressionado pelas despesas obrigatórias. De acordo com o relator, essa margem ficaria entre R$ 7 bilhões e R$ 15 bilhões. O relator pretende apresentar o parecer na comissão mista do Congresso que analisa a matéria na próxima terça-feira (29). A expectativa é discutir e votar o texto no mesmo dia.