ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Glenn Greenwald, mesmo sem ser investigado, é denunciado com mais 6 pessoas por invasão de celulares

21 de janeiro de 2020

Glenn Greenwald, mesmo sem ser investigado, é denunciado com mais 6 pessoas por invasão de celulares

Foto: Arquivo/Agência Brasil

BRASÍLIA – O Ministério Público Federal em Brasília denunciou o jornalista Glenn Greenwald e mais sete pessoas sob acusação de invadir celulares de autoridades brasileiras. A denúncia contra Greenwald – um dos fundadores do site ‘The Intercept’ – acontece mesmo com a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, de proibir investigações sobre o jornalista, sob o risco de ferir a liberdade de imprensa.

As acusações, no âmbito da Operação Spoofing, são de prática de organização criminosa e lavagem de dinheiro, além das interceptações telefônicas atribuídas aos investigados. Para o Ministério Público, embora Greenwald não seja investigado nem indiciado, ficou comprovado que ele auxiliou, incentivou e orientou o grupo durante o período das invasões. A denúncia é assinada pelo procurador da República Wellington Divino de Oliveira.