ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Foragido é preso 13 anos após o assalto ao Banco Central

14 de agosto de 2018

Foragido é preso 13 anos após o assalto ao Banco Central

BRASÍLIA – Foi preso nesta terça-feira (14), em Brasília, um dos integrantes do grupo que assaltou o Banco Central em Fortaleza, em 2005. Adelino Angelim de Sousa Neto, conhecido com Amarelo, de 36 anos, era foragido da justiça e foi encontrada na casa dele, no Paranoá, com a mulher e a filha.

Denunciado por participação direta no assa

Adelino Angelim de Sousa Neto, o Amarelo. (Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)

BRASÍLIA – Foi preso nesta terça-feira (14), em Brasília, um dos integrantes do grupo que assaltou o Banco Central em Fortaleza, em 2005. Adelino Angelim de Sousa Neto, conhecido com Amarelo, de 36 anos, era foragido da justiça e foi encontrada na casa dele, no Paranoá, com a mulher e a filha.

Denunciado por participação direta no assalto, Amarelo teria lavado o dinheiro do roubo e tinha a prisão decretada desde junho do ano passado. Considerado o maior assalto a banco da história do Brasil, o crime ocorreu em agosto de 2005.

Segundo a Polícia Federal, foram levados do cofre do Banco Central em Fortaleza mais de R$ 164 milhões, algo em torno de 3 toneladas em notas de R$ 50.