ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Fifa defende árbitro de vídeo e se recusa a entregar áudios à CBF

20 de junho de 2018

Fifa defende árbitro de vídeo e se recusa a entregar áudios à CBF

MOSCOU (agências internacionais) – A CBF recebeu uma resposta da Fifa sobre a atuação da arbitragem no empate em 1 a 1 entre Brasil e Suíça, no domingo (17), na estreia das duas seleções na Copa do Mundo. A entidade máxima do futebol mundial defendeu, numa carta, o árbitro de vídeo.

A Fifa informou que todos os lanc

Jogo entre Brasil e Suíça no domingo (17). Divulgação CBF

MOSCOU (agências internacionais) – A CBF recebeu uma resposta da Fifa sobre a atuação da arbitragem no empate em 1 a 1 entre Brasil e Suíça, no domingo (17), na estreia das duas seleções na Copa do Mundo. A entidade máxima do futebol mundial defendeu, numa carta, o árbitro de vídeo.

A Fifa informou que todos os lances da partida foram analisados pelo sistema e alegou que as decisões tomadas foram corretas, inclusive, no gol marcado por Zuber e no suposto pênalti em cima de Gabriel Jesus. A entidade se recusou a entregar os áudios da comunicação entre a cabine do árbitro de vídeo e o árbitro mexicano César Ramos. Segundo a Fifa, o acesso ao conteúdo das conversas iria expor a privacidade da arbitragem, o que contraria as regras.

O documento foi assinado por Pierluigi Colina, diretor do Departamento de Arbitragem da Fifa, e Zvonimir Boban, secretário-geral-adjunto.