ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Fiéis lotam igrejas de São Jorge no Rio após 2 anos sem celebrações

23 de abril de 2022

Fiéis lotam igrejas de São Jorge no Rio após 2 anos sem celebrações

RIO – Igreja de Quintino, na Zona Norte carioca, terá missas em homenagem ao Santo Guerreiro até as 20h.

Reprodução redes sociais / Facebook da Igreja de São Jorge de Quintino.

RIO – Milhares de fiéis acompanham desde cedo as comemorações pelo dia de São Jorge na cidade do Rio, neste sábado, 23 de abril, depois de 2 anos sem grandes celebrações por causa da pandemia da Covid-19. Cerca de um milhão de pessoas deve passar hoje (23) pela igreja matriz do santo guerreiro em Quintino, na Zona Norte carioca. As missas no local acontecem a cada uma hora e a última está marcada para começar às 20h.

A tradicional procissão de São Jorge vai começar às 16h, e a Cet-Rio fez alterações no trânsito da região. A procissão seguirá da paróquia, na Rua Clarimundo de Melo, para a Rua da República, Praça Quintino Bocaiúva, Rua Nerval de Gouveia, Rua Garcia Pires e depois vai retornar à paróquia. A Guarda Municipal do Rio também estará presente. Um esquema especial foi montado e contará com 188 agentes.

A igreja de São Jorge que fica no Centro do Rio não terá missas e nem festejos neste sábado (23) por causa dos desfiles das escolas de samba no Sambódromo. A paróquia ficará aberta para visitação até as 18h.

A festa para São Jorge no Rio costuma reunir uma multidão porque a devoção ao Santo Guerreiro ganha força tanto para católicos quanto pra os adeptos das religiões de matriz africana, que trouxeram do continente africano o culto ao Orixá Ogum, São Jorge no sincretismo religioso.