ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Executivo da Pfizer diz na CPI da Covid que Brasil não respondeu à oferta de compra de vacinas em agosto de 2020

13 de maio de 2021

Executivo da Pfizer diz na CPI da Covid que Brasil não respondeu à oferta de compra de vacinas em agosto de 2020

BRASÍLIA – País poderia ter recebido 4,5 milhões de doses a mais de vacinas para Covid-19 até março deste ano, diz Carlos Murillo.

Jefferson Rudy / Agência Senado

BRASÍLIA – O gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, disse em depoimento à CPI da Covid, no Senado, nesta quinta-feira (13), que o governo brasileiro não respondeu às propostas de contrato de compra de vacinas contra a Covid-19. Segundo o executivo, foram pelo menos 5 ofertas. Murillo informou que a primeira delas foi feita em 15 de agosto de 2020.

O gerente-geral da Pfizer na América Latina disse que se o Brasil tivesse negociado com a empresa a aquisição dos imunizantes em agosto de 2020, o país poderia ter recebido 4,5 milhões de doses a mais de vacinas até março deste ano.