ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Ex-presidente do Fla e outras sete pessoas são indiciadas pelo incêndio no CT do Ninho do Urubu que matou 10 jovens

11 de junho de 2019

Ex-presidente do Fla e outras sete pessoas são indiciadas pelo incêndio no CT do Ninho do Urubu que matou 10 jovens

RIO – A Polícia Civil do Rio indiciou por homicídio doloso o ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello e outras sete pessoas pelas mortes de 10 atletas no incêndio que aconteceu no Centro de Treinamento (CT) do Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. Três jovens ficaram feridos no acidente.

Dez atletas morreram no incêndio no Ninho do Urubu em fevereiro deste ano. Reprodução Twitter

RIO – A Polícia Civil do Rio indiciou por homicídio com dolo eventual o ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello e outras sete pessoas pelas mortes de 10 atletas no incêndio que aconteceu no Centro de Treinamento (CT) do Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. Três jovens ficaram feridos no acidente.

O inquérito policial também pede o indiciamento por dolo eventual de engenheiros do Flamengo e da empresa responsável pelos contêineres que faziam parte do CT, além de um técnico de refrigeração.

O laudo da Polícia Civil sobre a tragédia aponta que as chamas foram causadas por um curto-circuito em dos aparelhos de ar-condicionado do local.

No alojamento dormiam jovens de 14 a 17 anos dos times juniores do Flamengo.