ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Dois presídios do Rio são colocados em quarentena por causa de suspeitas de meningite

17 de abril de 2019

Dois presídios do Rio são colocados em quarentena por causa de suspeitas de meningite

RIO – A Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha, no Complexo de Gericinó, em Bangu, e a Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, estão sob regime de quarentena.

Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo

RIO – A Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha, no Complexo de Gericinó, em Bangu, e a Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, estão sob regime de quarentena. O motivo é a suspeita de meningite meningocócica entre os presos nessas duas unidades.

Na semana passada, morreram três pessoas em menos de 48 horas nas duas cadeias. A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária informou uma delas foi confirmada como meningite bacteriana e os outros dois casos aguardam laudo do instituto médico legal. 

Regime de quarentena em presídio significa que os presos não podem receber visitas e que também estão proibidas as saídas desses detentos  e as visitas de advogados e defensores públicos ao local.