Diretor do Hospital Badim confirma 11 mortos no incêndio

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

RIO – O diretor do Hospital Badim, Fábio Santoro, disse em um comunicado lido na tarde desta sexta-feira (13) que foram confirmadas 11 mortes no incêndio que atingiu a unidade na noite passada (12). Mais cedo, a Defesa Civil havia falado em 10 mortos.

A 11ª vítima é uma mulher identificada como Ivone Cardoso, que tinha sido transferida para o Hospital Israelita Albert Sabin. Fábio Santoro também informou que 77 pacientes permanecem internados em hospitais que deram apoio ao Badim, localizado na Rua São Francisco Xavier, no bairro do Maracanã.

Quinze pessoas já tiveram alta. A maioria das vítimas que perderam a vida estava no CTI e morreu asfixiada pela fumaça ou devido ao desligamento dos aparelhos. O prédio do Hospital Badim foi interditado administrativamente pela Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura por motivo de segurança.

Também foram feitas outras quatro interdições ao redor. Duas delas totais, em duas casas de uma vila ao lado do hospital. Houve ainda duas interdições parciais em uma casa de outra vila nos fundos e na garagem do prédio número 392 da Rua São Francisco Xavier por ameaça de queda de revestimento.