ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Dicas para entreter os pequenos em tempos de isolamento em casa

13 de maio de 2020

Dicas para entreter os pequenos em tempos de isolamento em casa

 

RIO – As medidas de isolamento social devido ao Coronavírus pegaram muitas pessoas de surpresa. Não é fácil enfrentar esse período, principalmente as famílias com crianças em casa. A suspensão das aulas em todo o país mudou não apenas a rotina dos pequenos, que muitas vezes ficam angustiados por não poderem sair de casa, mas também a de muitos pais, que acabam transmitindo para os filhos sua própria ansiedade.

Como pais e mães podem ser adaptar à nova rotina e lidar com trabalho, filhos e casa – tudo ao mesmo tempo? Reunimos abaixo algumas sugestões de especialistas para tornar esse período mais agradável para todos. A ideia é inspirar as famílias em meio à nova rotina, onde os pais precisam conciliar o home office com o cuidado aos filhos em tempo integral.

1. Rotina – Vai ser preciso recriar a rotina da família. Se for possível, mantenha alguns hábitos para trazer uma maior sensação de normalidade. As crianças podem ter um cotidiano planejado, com horários determinados para as atividades (brincar, estudar, se alimentar, dormir) e, ao mesmo tempo, passar esse período tranquilas, alegres e mais próximas dos familiares. Uma espécie de cronograma com afazeres e atividades do dia. Pregue-o em algum local de fácil visualização, como a porta da geladeira. Mas não se cobre se não conseguir dar conta de tudo todos os dias, é normal.

2. Não são férias – Não queremos deixar os pequenos preocupados, mas é importante que entendam que a quarentena não é sinônimo de férias, mas sim uma medida contra o COVID-19. Ou seja, é a hora de permanecer em casa, redobrar os cuidados com a higiene e aprender, junto com os adultos, como passar por essa fase de isolamento em casa.

Crianças com mais de 10 anos já são capazes de seguir certas estratégias de estudo. Você pode criar um cantinho da casa livre de barulhos e distrações para que ele estude com mais concentração e recompensá-lo após esse horário, dando-lhe um tempo para assistir uma série de TV ou jogar seu game favorito.

3. Brincar é preciso – Não apenas para a diversão e o gasto de energia das crianças, mas também para o bem-estar dos pais, as brincadeiras são mais do que bem-vindas nessa nova rotina. Façam algumas brincadeiras juntos, atividades em família principalmente. Desenho, música, exercícios, dança, pintura, quebra-cabeça e jogos de tabuleiro são algumas ideias que ajudam a distrair e aproxima a família.

Para quem estiver sem ideias, Estéfi Machado tem uma ótima solução. Aliás, 40 delas. A designer, fotógrafa, cenógrafa e mãe criou o Kit de sobrevivência para uma quarentena brincante, um guia em PDF com 40 brincadeiras caseiras e divertidas para fazer o tempo passar. O download é gratuito e já ajudou pais e mães até fora do Brasil.

De pais para filhos: brincadeiras sobre segurança no trânsito para ...

4. Home office – Para equilibrar com o expediente de trabalho realizado de casa, especialistas recomendam trazer as brincadeiras para o começo do dia. Assim, evita-se uma sequência de “daqui a pouco” ao longo do seu expediente e a ansiedade das duas parte – e, com sorte, a criançada ainda entende melhor quando você disser que não é a hora de brincar.

Determinar o seu espaço de trabalho, horários e até vestir-se como se fosse para o local de trabalho também podem ajudar a regularizar o cotidiano profissional. Você é o modelo de comportamento que espera do seu filho(a). Manter a calma, a organização e o respeito é fundamental neste momento.

5. Telas – Muitos recursos de entretenimento e de educação são, hoje, digitais. Mesmo que na sua família o uso de telas (smartphones, tablets, videogames, etc) seja reduzido, nesse período esses recursos podem funcionar a seu favor.

Aproveite iniciativas como contadores de histórias que fazem lives nas redes sociais, jogos educativos e canais infantis no YouTube sem publicidade para que as crianças aprendam e se divirtam em segurança enquanto você realiza as próprias tarefas.

Além de tudo isso, outra dica importante é lembrar que crianças são crianças, portanto seja mais flexíivel quanto ao que podem fazer dentro de casa, claro, dentro dos limites de segurança. Se for possível, disponibilize um espaço para as brincadeiras que precisem de mais liberdade.

6. Cuidados com a informação – Atente para que as crianças não recebam informações excessivas sobre o momento atual. Os pequenos precisam saber apenas o suficiente para compreender a situação. Algumas sugestões para compartilhar o tempo: façam refeições juntos, vídeo conferências com amigos e familiares e até tarefas domésticas. Assim, elas nem perceberão o tempo passar.

 

#jbfmcontraocoronavirus