ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Rio: delegado que combatia pirataria é preso por suspeita de cobrar propina

30 de junho de 2021

Rio: delegado que combatia pirataria é preso por suspeita de cobrar propina

RIO – As investigações mostram que a organização criminosa que seria comandada pelo delegado cobrava propina de lojistas da Rua Teresa, em Petrópolis.

Arquivo Agência Brasil / Tomaz Silva

RIO – O titular da Delegacia do Consumidor, da Polícia Civil do Rio, Maurício Demétrio Afonso Alves, e outras cinco pessoas, entre elas quatro policiais, foram presos, hoje (30) pela manhã, na operação do Ministério Público Estadual (MP/RJ) batizada de Carta de Corso. As prisões fazem parte das investigações sobre uma organização criminosa que cobrava propina de lojistas da Rua Teresa, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, para permitir a venda de roupas falsificadas. O grupo seria comandado pelo delegado.

Maurício Demétrio foi preso num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste carioca. A justiça expediu oito mandados de prisão e 14 de busca e apreensão.

Segundo o Ministério Público, o esquema de propina ocorreu entre março de 2018 e março deste ano, quando Maurício Demétrio era o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), que tem como objetivo principal investigar justamente a pirataria e a violação de direitos autorais.