ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Defesa de João de Deus pretende pedir prisão domiciliar

17 de dezembro de 2018

Defesa de João de Deus pretende pedir prisão domiciliar

GOIÂNIA – O médium João de Deus, que foi preso ontem (16) suspeito de abusos sexuais durante tratamentos espirituais em Abadiânia, passou a primeira noite no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. O líder religioso teve a prisão decretada a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual de Goiás,

O médium João de Deus, que foi preso ontem (16). Arquivo Agência Brasil

GOIÂNIA – O médium João de Deus, que foi preso ontem (16) suspeito de abusos sexuais durante tratamentos espirituais em Abadiânia, passou a primeira noite no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. O líder religioso teve a prisão decretada a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual de Goiás, que recebeu mais de 300 denúncias contra ele. 

Os relatos vieram de pessoas de seis países diferentes e de 13 estados brasileiros, além do Distrito Federal. João de Deus nega todas as acusações. O médium se entregou ontem (16) à tarde em uma estrada de terra em Abadiânia e depois prestou depoimento por quase 5 horas.

O advogado de João de Deus, Alberto Toron, informou que já está preparando para entregar hoje (17) um pedido de habeas corpus para reverter o pedido de prisão preventiva em domiciliar com tornozeleira.

Segundo Toron, devem ser considerados a idade elevada e o estado de saúde de João de Deus, que é cardíaco e passou por um tratamento de combate ao câncer há pouco tempo.