ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Dallagnol é punido com advertência por críticas ao Supremo

26 de novembro de 2019

Dallagnol é punido com advertência por críticas ao Supremo

BRASÍLIA – Por 8 votos a 3, o Conselho Nacional do Ministério Público decidiu punir o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba.

Foto: José Cruz/Arquivo/Agência Brasil

BRASÍLIA – Por 8 votos a 3, o Conselho Nacional do Ministério Público decidiu punir, com advertência, o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba. O processo disciplinar foi aberto a pedido do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

Em entrevista a uma rádio em agosto de 2018, o procurador criticou ministros do STF pela retirada de trechos de depoimentos da Odebrecht e o envio à Justiça de Brasília. Dallagnol disse à emissora que os ministros favoráveis à decisão formavam uma ‘panelinha’ e mandavam uma mensagem ‘muito forte de leniência a favor da corrupção’. Além da advertência, Dallagnol poderia ser punido com censura, suspensão e até a demissão.