ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Comandantes das Forças Armadas discutem cenário na Defesa após reforma

30 de março de 2021

Comandantes das Forças Armadas discutem cenário na Defesa após reforma

BRASÍLIA – Foram seis trocas no primeiro escalão do governo, entre elas o comando do Ministério da Defesa.

Agência Brasil / Marcello Casal Jr

BRASÍLIA – A reforma ministerial anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro foi oficializada com a publicação no Diário Oficial da União desta terça-feira (30). Foram seis trocas no primeiro escalão do governo, entre elas o comando do Ministério da Defesa, que passará a ser feito pelo general da reserva Walter Souza Braga Netto, no lugar do general Fernando Azevedo e Silva.

Os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica chegaram a se reunir no fim da tarde de ontem (29) para avaliar o cenário entre os militares, e um nova reunião dos chefes das três Forças Armadas deverá ocorrer ainda hoje (30). O governo tem atualmente 22 ministérios.

Segundo o comentarista político da Globo News, Gerson Camarotti, com a demissão do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, os três comandantes das Forças Armadas sinalizaram que pretendem colocar o cargo à disposição do novo titular da pasta, o general Braga Netto. De acordo com o jornalista, os comandantes do Exército, Edson Pujol; da Marinha, Ilques Barbosa; e da Aeronáutica, Antônio Carlos Bermudes, tomaram a decisão em consenso ontem (29). Os três devem comunicar essa posição num encontro que terão hoje (30) com o novo ministro da Defesa.