ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Collor admite ‘pecado’ de não declarar obras de arte no IR

21 de junho de 2019

Collor admite ‘pecado’ de não declarar obras de arte no IR

BRASÍLIA – O senador licenciado Fernando Collor de Melo rebateu as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro atribuídas a ele pela Procuradoria-Geral da República e admitiu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pode ter cometido o “pecado” de não ter declarado obras de arte no Imposto de Renda.

O senador licenciado Fernando Collor de Melo. Agência Brasil/ Marcello Casal Jr

BRASÍLIA – O senador licenciado Fernando Collor de Melo rebateu as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro atribuídas a ele pela Procuradoria-Geral da República e admitiu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pode ter cometido o “pecado” de não ter declarado obras de arte no Imposto de Renda.

A defesa de Collor pede que o ex-presidente seja absolvido na ação penal na qual ele é réu e que trata de desvios na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras na venda de combustíveis.

O caso vai agora ser concluído pelo relator, Luiz Edson Fachin, e liberado para a revisão do ministro Celso de Mello. Depois disso, a 2º turma do STF terá que julgar se condena ou absolve Fernando Collor de Melo.