ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Cemitério do Rio homenageia cientistas que combatem a Covid

1 de novembro de 2020

Cemitério do Rio homenageia cientistas que combatem a Covid

RIO – ‘Chama da esperança’ a ser acesa pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, no Dia de Finandos, no Cemitério da Penitência, no Caju, tem a intenção simbólica de iluminar os cientistas que buscam a  vacina contra o novo coronavírus.

Tomaz Silva/Agência Brasil

RIO – Uma pira, batizada de ‘chama da esperança’, será acesa pelo arcebispo do Rio, cardeal Dom Orani Tempesta nesta segunda-feira (2), Dia de Finados, no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju. A intenção simbólica é iluminar os cientistas que buscam uma vacina contra o novo coronavírus.

Dom Orani vai celebrar missa no local às 7h30. Uma vela acesa na mesma chama será entregue a pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz. Segundo a Arquidiocese do Rio, o fogo permanecerá aceso nos dois lugares até que uma vacina seja descoberta e reconhecida pela comunidade científica internacional.

Dom Orani também vai inaugurar um Jardim Memorial na Penitência, com o plantio de uma muda de jequitibá-açu, em referência à importância da preservação do meio ambiente.

Depois, o arcebispo vai inaugurar um monumento em homenagem às vítimas da Covid-19 no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste.