ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > BRT do Rio amanhece com circulação suspensa por causa de greve de motoristas 

1 de fevereiro de 2021

BRT do Rio amanhece com circulação suspensa por causa de greve de motoristas 

Foto de arquivo / Divulgação Prefeitura do Rio

RIO – A cidade do Rio de Janeiro entrou em Estágio de Atenção, por volta das 6h30 desta segunda-feira (1º), por causa de fatores que influenciam na mobilidade do município. Quem usa o BRT está enfrentando muitas dificuldades desde cedo.

O consórcio BRT Rio informou que os serviços nos três corredores do sistema, Transoeste, Transcarioca e Transolímpica, foram interrompidos devido à paralisação de alguns motoristas que estão impedindo a saída dos ônibus das garagens.

No fim de semana, o BRT Rio anunciou que não tem recursos para honrar os próximos compromissos prioritários, como o pagamento da segunda parte do salário de janeiro, na sexta-feira (5), e a compra de insumos necessários à operação, entre eles o combustível.  Em nota, o consórcio explicou que a situação é resultado direto do agravamento dos impactos da pandemia sobre o setor de transportes públicos. O BRT Rio também citou como argumento o congelamento da tarifa há 2 anos, a concessão de gratuidades sem fonte de custeio e a expansão dos transportes clandestinos e por meio de aplicativos.

O Estágio de Atenção é o terceiro em uma escala de cinco níveis, com riscos de ocorrências de alto impacto em diferentes regiões da cidade do Rio.

A prefeitura do Rio implantou um plano de contingência para tentar compensar a falta de ônibus BRT devido à greve dos motoristas do sistema contra a previsão de atraso de salário. Foram anunciadas medidas como modificação de linhas convencionais e reforço entre as estações do BRT e da Supervia. A operadora de transporte Expresso Recreio, por exemplo, informou que retirou ônibus que trafegam pela Avenida Brasil para reforçar o eixo até a Barra da Tijuca.