ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Brasil conquista mais 6 medalhas nas Paralimpíadas

2 de setembro de 2021

Brasil conquista mais 6 medalhas nas Paralimpíadas

TÓQUIO – Só hoje foram 4 medalhas de ouro. Agora, faltam apenas duas para o país igualar a melhor marca de medalhas douradas em uma única edição.

Nathan Torquato comemora a conquista da medalha de ouro em Tóquio. Divulgação CPB / Rogério Capela

TÓQUIO (agências internacionais) – O Brasil adicionou, nesta quinta-feira (2), seis conquistas ao quadro de medalhas das Paralimpíadas de Tóquio, sendo quatro de ouro. Uma delas foi com Nathan Torquato, o primeiro brasileiro campeão da versão paralímpica do taekwondo na categoria até 61kg. O brasileiro nem precisou lutar a final, porque o egípcio Mohamed Elzayat, rival dele na decisão, saiu de maca da semifinal e não teve aval médico para disputar o ouro. Pelas regras da modalidade, um atleta que levou um chute no rosto não volta, por segurança, para a próxima luta.

O Brasil ainda ganhou hoje (2) dois ouros na natação, com Talisson Glock, nos 400m livre da classe S6, e Gabriel Araújo, o Gabrielzinho, os 50 metros costas da classe S2,  e também uma medalha dourada no atletismo, com Alessandro Rodrigo da Silva, que conquistou o bicampeonato paralímpico no lançamento de disco F11. Ele não só alcançou o lugar mais alto do pódio como marcou o novo recorde paralímpico com 43m16.

As outras duas medalhas brasileiras de hoje (2) foram a prata de Marivana Oliveira, no arremesso do peso F35, e o bronze de Mateus Evangelista, no salto em distância T37.

Agora, faltam apenas duas medalhas de ouro para o país igualar a melhor marca de medalhas douradas em uma única edição de Paralimpíadas. O recorde de 21 ouros foi alcançado em Londres 2012. Em Tóquio, o Brasil também já alcançou a histórica marca de 100 medalhas de ouro na história dos Jogos Paralímpicos, após a vitória do fundista Yeltsin Jacques na prova dos 1.500m.