ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Bolsonaro diz que não é economista, após cobrar explicação da Petrobras sobre aumento do diesel

12 de abril de 2019

Bolsonaro diz que não é economista, após cobrar explicação da Petrobras sobre aumento do diesel

Um dia depois que a Petrobras desistiu de reajustar o preço do óleo diesel em 5,7% nas refinarias, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não defende práticas intervencionistas nos preços da estatal. Mas confirmou ter ligado para o presidente da empresa, Roberto Castello Branco, pedindo uma justificativa, baseada em números, para esse reajuste.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

MACAPÁ – Um dia depois que a Petrobras desistiu de reajustar o preço do óleo diesel em 5,7% nas refinarias, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não defende práticas intervencionistas nos preços da estatal. Mas confirmou ter ligado para o presidente da empresa, Roberto Castello Branco, pedindo uma justificativa, baseada em números, para esse reajuste.

O presidente disse ter se surpreendido com índice de 5,7% e lembrou que a inflação projetada para este ano está abaixo de 5%. Bolsonaro ressaltou que não é economista e acrescentou que ‘quem entendia de economia afundou o Brasil’.

O presidente se declarou preocupado com os caminhoneiros, que em maio do ano passado bloquearam rodovias por todo o país por causa da alta do diesel e causaram uma série de problemas de abastecimento.

Bolsonaro deu as declarações durante a inauguração do novo terminal de passageiros no Aeroporto Internacional de Macapá.