ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Autoridades alertam para o risco de surto de febre amarela no Rio, em SP e em Minas

17 de novembro de 2018

Autoridades alertam para o risco de surto de febre amarela no Rio, em SP e em Minas

RIO – O Ministério da Saúde divulgou um alerta para o perigo de surto de febre amarela no país. A preocupação é resultado de dois fatores: a proximidade do verão, período de maior risco de transmissão da doença, e a baixa cobertura vacinal, especialmente em áreas recém-afetadas e com grande contingente populacional, como as regiões metropolitana

Divulgação Prefeitura de Pitangueiras (SP)

RIO – O Ministério da Saúde divulgou um alerta para o perigo de surto de febre amarela no país. A preocupação é resultado de dois fatores: a proximidade do verão, período de maior risco de transmissão da doença, e a baixa cobertura vacinal, especialmente em áreas recém-afetadas e com grande contingente populacional, como as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

A febre amarela ultrapassou os limites da área tida como endêmica (região amazônica) no ano passado e neste ano, e o surto da doença atingiu a região Sudeste.

Segundo o Ministério da Saúde, entre julho de 2017 e junho de 2018, foram registrados 1.376 casos humanos da doença, com 483 óbitos.

A Secretaria Estadual de Saúde lançou nova campanha de vacinação, e cerca de 11 milhões de fluminenses foram imunizados, o que corresponde a somente 73% da meta que é de 95% do público-alvo (a partir dos 9 meses até os 60 anos). Na capital, os números também são preocupantes. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o município vacinou apenas 84% do público-alvo.