ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Assassino do capoeirista Moa do Katendê é condenado a 22 anos

22 de novembro de 2019

Assassino do capoeirista Moa do Katendê é condenado a 22 anos

SALVADOR – O barbeiro Paulo Sérgio Ferreira de Santana, assassino confesso do capoeirista e músico Moa do Katendê, foi condenado a 22 anos e 1 mês de prisão em regime fechado.

Foto: Reprodução/Facebook

SALVADOR – O barbeiro Paulo Sérgio Ferreira de Santana, assassino confesso do capoeirista e músico Moa do Katendê, foi condenado a 22 anos e 1 mês de prisão em regime fechado, após 12 horas de julgamento no fórum Ruy Barbosa, em Salvador, na Bahia. Pelo assassinato de Moa, Paulo Sérgio foi condenado a 17 anos e 5 meses de reclusão, e a mais 4 anos e 8 meses pela tentativa de assassinato do primo de Moa, Germino do Amor Divino.

O crime, considerado homicídio duplamente qualificado, aconteceu em outubro do ano passado, horas depois do primeiro turno das eleições para presidente. Houve uma discussão política entre o capoeirista e o barbeiro quando Moa assumiu ter votado no PT. No momento em que foi atacado, o capoeirista estava em um bar com o primo Germino, de 52 anos, que também foi ferido com golpes de faca. Moa do Katendê tinha 63 anos, quando foi atingido por pelo menos doze facadas.