ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Apoiadores do presidente Donald Trump invadem Congresso dos EUA

6 de janeiro de 2021

Apoiadores do presidente Donald Trump invadem Congresso dos EUA

Foto: Wikipedia

WASHINGTON  – Um grupo de apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, invadiu, na tarde desta quarta-feira (6) o Capitólio,  sede do Congresso americano em Washington, durante a contagem oficial dos votos do Colégio Eleitoral referentes às eleições presidenciais de novembro.

A invasão ocorreu enquanto Câmara e Senado debatiam se acatavam ou não uma objeção aos resultados do estado do Arizona — tradicional reduto republicano vencido pelo democrata Joe Biden na eleição de novembro.

Momentos antes, Trump havia afirmado, em discurso, que não aceitaria o resultado eleitoral que apontou a vitória de Biden nas urnas. Senadores e deputados foram colocados em locais seguros dentro do prédio do Capitólio.

A emissora NBC informou que o atual vice-presidente Mike Pence — responsável por presidir a sessão conjunta do Congresso para a contagem dos votos — foi retirado do edifício.

A polícia usou gás de pimenta e bombas de efeito moral contra a multidão, que derrubou barreiras de proteção. Parlamentares e jornalistas relataram tiros dentro do Capitólio. Um policial disse ao jornal ‘The Washington Post’ que uma mulher foi atingida no ombro.

Por causa da invasão ao Capitólio, a prefeita de Washington, Muriel Bowser, declarou toque de recolher na cidade a partir das 18h locais – 20h pelo horário de Brasília. A medida ficará em vigor por 12 horas.

O presidente eleito, Joe Biden, foi à televisão americana condenar a invasão do Capitólio pelos defensores de Trump. Biden afirmou que  “a democracia americana está sob um ataque sem precedentes” e insistiu para que Trump se pronunciasse na TV para pedir  o fim deste cerco ao Capitólio.

Minutos depois, Trump divulgou um vídeo no Twitter em que insistiu na teoria falsa de que a  eleição foi roubada, mas acabou pedindo aos manifestantes que fossem para casa de modo que a lei e ordem fossem mantidas e ninguém ficasse ferido. 

Até o fechamento desta reportagem, a sessão do Congresso americano para confirmar a vitória de Joe Biden nas eleições permanecia suspensa.