ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Alerj decide soltar deputados acusados de corrupção

22 de outubro de 2019

Alerj decide soltar deputados acusados de corrupção

RIO – Por 39 votos a 25, a Assembleia Legislativa do Rio decidiu soltar os deputados estaduais presos na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava-Jato no estado.

Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Foto: Wikipedia

RIO – Por 39 votos a 25, a Assembleia Legislativa do Rio decidiu soltar os deputados estaduais presos na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava-Jato no estado.

A decisão beneficia André Corrêa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (AVANTE) e Marcus Vinícius Neskau (PTB).  

Agora, o resultado será comunicado ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região,  para que seja expedida a soltura dos deputados presos.

A responsabilidade pela decisão de soltar ou não os parlamentares passou a ser da Assembleia Legislativa depois que a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, deu prazo de um dia para que a casa decidisse sobre o que seria feito com os deputados.

Para a libertação dos parlamentares, foram impostas as condições de que eles abram mão dos mandatos, não ocupem os gabinetes e não recebam salários.