ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Advogada morta em Nova Iguaçu foi vítima de ladrões de celular, e suspeito é preso

5 de junho de 2019

Advogada morta em Nova Iguaçu foi vítima de ladrões de celular, e suspeito é preso

RIO – A Polícia do Rio prendeu na tarde desta quarta-feira (5) um dos suspeitos do assassinato da advogada Marcela Souza de Oliveira, em Nova Iguaçu. Os agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense chegaram até Moisés Amorim da Silva a partir do celular de Marcela. De acordo com os policiais, Moisés publicou na internet um anúncio de venda do celular 40 minutos após o crime, ocorrido no último sábado (1º).

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

RIO – A Polícia do Rio prendeu na tarde desta quarta-feira (5) um dos suspeitos do assassinato da advogada Marcela Souza de Oliveira, em Nova Iguaçu. Os agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense chegaram até Moisés Amorim da Silva a partir do celular de Marcela. De acordo com os policiais, Moisés publicou na internet um anúncio de venda do celular 40 minutos após o crime, ocorrido no último sábado (1º).

O delegado Moyses Santana explicou que o aparelho, já com novo chip, estava sendo usado por uma pessoa que revelou ter comprado o celular por R$ 200 de Moisés. Com a prisão do suspeito, a polícia identificou o comparsa dele, Nilton Pereira, que está foragido, e é apontado como o autor do disparo que matou a advogada.