ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Acusados do incêndio da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul, em 2013, vão a júri popular

19 de junho de 2019

Acusados do incêndio da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul, em 2013, vão a júri popular

SANTA MARIA – Os acusados pelo incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, vão a julgamento em um tribunal do júri.

A decisão foi da 6º turma do Superior Tribunal de Justiça

Arquivo Agência Brasil/ Fernando Frazão

SANTA MARIA – Os acusados pelo incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, vão a julgamento em um tribunal do júri.

A decisão foi da 6º turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Caberá à justiça em Santa Maria marcar a data do julgamento. A defesa ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Para os ministros da 6º turma do STJ, os elementos do processo indicam que os responsáveis pela boate e os músicos da banda que tocava na noite no incêndio tiveram o chamado dolo eventual. Ou seja, eles assumiram o risco de matar.

A tragédia aconteceu em janeiro de 2013, deixou 242 mortos e 636 feridos, a maioria jovens universitários que participavam de uma festa na boate.