ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Acervo da Casa da Marquesa de Santos também foi destruído pelo incêndio do Museu Nacional

3 de setembro de 2018

Acervo da Casa da Marquesa de Santos também foi destruído pelo incêndio do Museu Nacional

RIO – Guardas municipais entraram em confronto, hoje (3) à tarde, com manifestantes que tentaram se aproximar do Museu Nacional, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, que foi destruído por um incêndio de grandes proporções. O grupo tentava entrar por um dos acessos à Quinta da Boa Vista, forçando os portões, e foi reprimido pelos guardas municipais com

Foto: Alexandre Macieira/ Riotur

RIO – Guardas municipais entraram em confronto, hoje (3) à tarde, com manifestantes que tentaram se aproximar do Museu Nacional, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, que foi destruído por um incêndio de grandes proporções. O grupo tentava entrar por um dos acessos à Quinta da Boa Vista, forçando os portões, e foi reprimido pelos guardas municipais com spray de pimenta e bombas de efeito moral. 

O Museu Nacional completou 200 anos em junho e tinha um acervo de mais de 20 milhões de itens, entre eles o fóssil humano mais antigo já encontrado no país, batizada de "Luzia", que fazia parte da coleção de antropologia biológica.

A superintendente de museus do estado do Rio, Clara Paulino,  informou que 63 peças de mobiliários da Casa da Marquesa de Santos foram destruídas no incêndio. O material estava no primeiro andar do museu, enquanto o espaço original das peças passava por reforma.