ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Musicalidades > Erasmo Carlos canta ” Meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear”, de Eduardo Araújo, no dia das mães, no Qualistage

7 de maio de 2022

Erasmo Carlos canta ” Meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear”, de Eduardo Araújo, no dia das mães, no Qualistage

Erasmo Carlos sempre foi um artista do futuro. Ou melhor, um artista
une presente, passado e futuro num tempo próprio, repleto de rock ́n ́roll e
poesia, numa viagem da qual, há 60 anos, ele nos convida a participar.
Erasmo nos leva nessa viagem através de suas composições solo ou em
parcerias históricas e novas, de suas versões para composições de artistas
que admira, de seu jeito de tocar e cantar seu rock ́n ́roll ou seu
romantismo, no protagonismo no samba-rock brasileiro, ou durante a
explosão das novas informações e liberdades das décadas de 1970 e 80.
O FUTURO PERTENCE À… JOVEM GUARDA – O SHOW

No show O FUTURO PERTENCE À… JOVEM GUARDA, Erasmo apresenta
músicas que se tornaram parte da história cultural brasileira – e da vida de
todos nós -, além de algumas surpresas. Afinal, Erasmo nos palcos cantando
“Gatinha Manhosa” o Brasil já viu. Cantando “Festa de Arromba”, também.
Mas cantando ” Meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear”, de
Eduardo Araújo, isso não foi visto. “Estou guardando o que há de bom, em
mim” sucesso da dupla os Vips, também não.
Acompanhado por sua banda, com o Maestro José Lourenço nos teclados,
Luiz Lopes no violão, guitarra e vocal, Pedro Dias no baixo e vocal, Billy
Brandão na guitarra guitarra e Rike Frainer na bateria, Erasmo apresenta
um show histórico, mostrando para o Brasil onde começou este tal de
rock ́n roll por aqui.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 18 ANOS
Menores somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais.