Em apoio a movimento contra o racismo, Rihanna nega o Super Bowl

Dado como nome certo do próximo Super Bowl, a final do futebol americano que conta com números altíssimos de audiência, a cantora Rihanna negou o convite, segundo apurou a revista US Weekly.

De acordo com uma fonte próxima à cantora, Rihanna estaria mostrando apoio a Colin Kaepernick, jogador que atualmente está sem clube e que em 2016 ajoelhou durante o hino dos Estados Unidos, como forma de protesto contra a violência policial à comunidade negra e a desigualdade racial do país.

Coldplay anuncia DVD gravado em São Paulo, confira
Em clima de Natal, John Legend divulga duas músicas
"A Head Full of Dreams", o novo documentário sobre o Coldplay

"(Rihanna) não concorda com a posição da NFL", disse a fonte. A NFL e a cantora não se pronunciaram sobre o assunto. Diante disso, o nome mais especulado para a próxima edição do Super Bowl, que acontecerá em fevereiro de 2019, é o da banda Maroon 5.