PF prende Wesley Batista e cumpre novo mandado contra o irmão dele, Joesley, que está detido desde domingo

Divulgação

SÃO PAULO – A Polícia Federal prendeu, na manhã de hoje(13), em São Paulo, um dos donos da J&F e diretor presidente da JBS, Wesley Batista. A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

Wesley foi preso na investigação do uso de informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro entre 28 de abril e 17 de maio deste ano, data de divulgação de informações relacionadas ao acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da J&F e a Procuradoria Geral da República (PGR).

Policiais federais também cumprem novo mandado de prisão contra o irmão dele, Joesley Batista, que está detido desde domingo, mas por outra acusação. Com esse novo mandado de prisão preventiva, Joesley deve, então, seguir preso quando acabar o prazo de cinco dias da prisão temporária que cumpre atualmente em Brasília.

Em nota, o advogado Pierpaolo Bottini, advogado de defesa dos irmãos Batista, classificou como “injusta, absurda e lamentável” o mandado de prisão preventiva cumprido pela PF nesta quarta-feira (13).

Leia mais:
Ex-presidente Lula será ouvido hoje (13) por Sérgio Moro pela segunda vez na condição de réu