Ministro da Saúde descarta fracionar vacina contra a febre amarela

Foto: Agência Brasil

BRASÍLIA – O ministro da Saúde descartou, no momento, o fracionamento da vacina contra a febre amarela no país, mas admitiu que a medida poderá vir a ser adotada se grandes áreas urbanas, como Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, se tornarem áreas com indicação de vacinação. Ricardo Barros se reuniu em Washington com integrantes da Organização Panamericana de Saúde.