Boa parte do avião que caiu em Paraty com o ministro Teori Zavascki e outras quatro pessoas é retirada do mar

Agência Brasil

PARATY – Foi retirada do mar ontem à noite boa parte do avião que caiu e matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e outras quatro pessoas em Paraty, na Costa Verde do Rio. Os destroços da aeronave serão levados numa carreta para o Aeroporto Internacional do Galeão, onde passará por uma perícia feita por técnicos da Aeronáutica. A responsabilidade pelo içamento do bimotor foi da empresa proprietária do avião, o grupo Emiliano, que contratou uma firma especializada neste tipo de serviço. Militares da Marinha e da Aeronáutica acompanharam o trabalho. A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que foi encontrado nos destroços da aeronave um gravador de voz, mas ainda não há informações sobre o estado do aparelho, se ele teria gravado conversas e se o equipamento sofreu algum dano com o acidente. A investigação sobre o que causou a queda do avião não tem prazo para acabar. A Polícia Federal também apura as responsabilidades pelo desastre que matou o ministro Teori Zavascki.