ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Viva o Brasil! 15 de Novembro!

Em tempos de comemorações verde-amarelas, de orgulho pela Bandeira, pelo Hino e pelo País, vamos lembrar um pouquinho do que se trata este “15 de Novembro”.

O dia se tornou memorável a partir de 1889. Naquele ano, o Marechal Deodoro da Fonseca, militar e político, decretou a derrubada do Império e proclamou a República do Brasil.

O Dia da Proclamação da República foi o dia em que deixamos de ser colônia de Portugal e passamos a ser um país independente. Desde então, estamos tentando formar uma Nação contundente… mas isso é outra História.

Por aqui, as coisas costumam demorar mesmo… Repara que a Proclamação da República só aconteceu 67 anos depois do “7 de Setembro de 1822”, data da Independência do Brasil perante a Coroa Portuguesa, feita no “grito” pelo então príncipe Dom Pedro I.

Mesmo assim, a monarquia ainda durou mais de 6 décadas. Os livros de escola contam alguns fatores que teriam contribuído para a Proclamação da República:

– O fim da escravidão no Brasil, um ano antes, de forma tardia e marcada por rivalidades e ressentimentos.
– O enfraquecimento do regime, sob comando de Dom Pedro II, filho de Pedro I, desprestigiado pela Igreja e pela Nobreza local.
– O fim da Guerra do Paraguai, em 1870, causadora de prejuízos e dívidas que agravaram muito o prestígio do Império.
– E o fato de a herdeira de Dom Pedro II, a Princesa Isabel, ser casada com o francês Gastão de Orléans, o famoso Conde D’Eu.

O receio dos militares – dizem os historiadores – era que o Trono fosse empurrado de volta ao controle estrangeiro.

Enfim, não por acaso, uma História de rivalidades, intolerâncias políticas, crises econômicas e intervenções ou estratégias militares.

Qualquer semelhança com a atualidade pode não ser mera coincidência.

Bom feriado e boa sorte!