ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Os bandidos fazem as leis, e os mocinhos é que vão pra cadeia

 

Esse projeto que define os crimes de abuso de autoridade é um abuso de autoridade.

O abuso do abuso foi aprovado num Congresso Nacional infestado de deputados e senadores sob investigação da Lava Jato.

Depois da lei contra os supostos crimes de juízes e procuradores, logo virá a lei do abuso de opinião; depois, a lei do abuso de expressão; depois, a lei do abuso de religião… depois, a lei do abuso de manifestação… e por aí vai.

Enfim, o Brasil corre o risco de virar um daqueles países onde os bandidos é que acusam ou denunciam, e os mocinhos é que vão pra cadeia.

Daí que aqui vai um alerta pra toda essa gente que ainda finge não perceber que um novo Brasil pede passagem, um novo Brasil que não tolera mais o velho Brasil.

Vossas Excelências precisam rever o que acontecia em Paris, antes da Revolução Francesa, ou, em Moscou, antes da Revolução Russa. Nos dois casos, o que havia eram estados de calamidade, imoralidade e irresponsabilidade muito parecidos com o que temos hoje no Brasil. Como se sabe, deu no que deu: caos e colapso… cabeças para um lado e corpos para o outro.

A ambição dos corruptos pode não ter fim, mas a paciência dos justos tem limite.

Vale lembrar que uma revolução nem sempre ocorre A FAVOR dos pobres, miseráveis e oprimidos. Muitas vezes uma revolução simplesmente ocorre CONTRA privilégios, mordomias e regalias.

A História já provou que o poder do dinheiro não é nada diante do poder da guilhotina e da foice. No novo Brasil, quem rouba deve saber agora o pescoço que tem.