ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

O Brasil vai precisar de outro ‘Plano Real’ para se livrar da indexação

O Brasil vai pagar muito caro pelo aumento de 16 por cento nos salários do STF, sancionado pelo presidente Temer. Vai custar 4 bilhões A MAIS a todos os brasileiros, empregados ou desempregados, bolsonaristas ou lulopetistas, rubro-negros ou tricolores.

Isso porque haverá um efeito-cascata beneficiando milhões de servidores federais, estaduais e municipais.

A culpa não é dos funcionários públicos. A culpa é dos homens públicos, mais espeficificamente de deputados e senadores. Por esperteza, em algum lugar no passado, foram deputados e senadores que aprovaram uma lei que “vincula” os salários dos ministros do Supremo aos salários do Congresso e aos salários de servidores – mesmo de servidores que moram a 10 mil quilômetros de distância do STF.

Esse é mais um episódio a confirmar que o Brasil é o país das jabuticabas, e uma delas é a “indexação”. A indexação é a mania nacional que busca compensação pra quase tudo, e só causa prejuízo pra quase todos. A indexação é uma praga tropical que finge promover justiça, mas só promove mesmo malandragem.

Por isso, além de batalhar por controle nos gastos, equilíbrio nas contas e estabilidade econômica ou financeira, o novo governo que vem aí também vai precisar batalhar para se livrar da indexação.

O Brasil precisou de um “plano real” para se livrar da hiperinflação. E Agora vai precisar de outro “plano real” para se livrar da indexação.

Continuo entendendo que um ministro do Supremo merece o salário. A Constituição é que não merece ser desrespeitada. Como se não bastasse o alto preço da indexação, vamos ter que arcar com o alto preço da “Desconstituição”