ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Até o governador petista já confessa apoio à Reforma da Previdência

 

Vinte e cinco governadores foram a Brasília manifestar apoio à reforma da Previdência. Em reunião no Congresso, os chefes dos estados só pediram algumas garantias e alguns ajustes na proposta do relator Samuel Moreira:

O governadores querem manter estados e municípios na reforma; manter as regras para aposentaria rural; e manter as regras do Benefício de Prestação Continuada, pago a idosos e a deficientes carentes. Eles também querem retirar do texto o tal regime de capitalização, que é uma espécie de poupança que o trabalhador faz para se aposentar no futuro. Aparentemente, tudo isso está no texto oficial como “bode na sala”, justamente para ser negociado e concedido depois.

Como eu disse, dos 27 governadores, compareceram 25. Apenas os do Maranhão e do Amazonas não participaram.

Até o governador do Piauí, Wellington Dias, que é do PT, foi a Brasília e se comprometeu a apoiar as mudanças na Previdência.
Se vai cumprir a promessa e se honrar o que disse… isso é outra história.

Importante mesmo é observar que a reforma é tão urgente que chegou ao ponto em que nem petistas conseguem negar. Isso explica por que o presidiário mais famoso do Brasil costumava confessar que, na campanha a gente diz uma coisa, e no governo a gente faz outra.