Alex Campos: Não há mais dúvida de que a economia brasileira insiste, teimosamente, em crescer

Painel Econômico | OPINIÃO |

Não há mais dúvida de que a economia brasileira insiste, teimosamente, em crescer.

A Bolsa da Valores alcançou e ultrapassou a marca dos 74 mil pontos, que ela detinha em 2008 – o ano em que a eficiência da economia americana deu um cochilo suficiente para deixar meio mundo de joelhos e de pires na mão. O fechamento recorde do mercado de ações, ontem, em 74.319 pontos confirmou a tendência de recuperação, que vem se manifestando em vários indicadores.

Apesar dos tímidos, mas evidentes avanços, muitos desafios econômicos continuam na sala de emergências. Um deles é a necessidade de descontaminar a economia da política; o outro é a necessidade de superar o tabu ou a fobia das reformas.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, por exemplo, acaba de fazer um novo alerta. Segundo ele, “ESTAMOS PRESTES A NÃO PODER MAIS PAGAR A PREVIDÊNCIA”. O sinal amarelo do ministro deveria servir para nos lembrar que esse tema, que trata de 25 milhões de aposentadorias, já passou dos limites.

O Brasil precisa decidir se vai continuar vivendo de improvisos, com base em teses e teorias de Facebook,
ou se vai assumir de vez suas responsabilidades, com base em dados, números e projeções oficiais.

Já não é segredo nem surpresa para ninguém que a Previdência está à beira do colapso. Todos sabemos “como chegamos a isso”; é hora de saber “como saímos dessa”.

.
FAÇA AS PAZES COM O DINHEIRO:
Nas livrarias Travessa e Eldorado (da Tijuca).
E na minha coluna nos jornais O DIA (RJ) e DIÁRIO de SP.