ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Abertura da Copa tem Morgan Freeman e mensagens de inclusão

20 de novembro de 2022

Abertura da Copa tem Morgan Freeman e mensagens de inclusão

DOHA – O mascote La’eeb, que tem o formato dos tradicionais lenços árabes, entrou e ficou no centro do gramado.

Divulgação Fifa

DOHA (agências internacionais) – A festa de abertura durou 30 minutos e contou com projeções, show pirotécnico, apresentações musicais e as participações de Morgan Freeman e do influencer catari Ghanim Al Muftah,  ativista que nasceu com Síndrome de Regressão Caudal – uma condição rara. O ator americano abriu o evento e pediu tolerância, paz, inclusão e união dos povos. Todas as 32 nações participantes do Mundial foram representadas com bandeiras e camisas. 

A cerimônia começou com um vídeo de abertura com um tubarão-baleia, animal simbólico do país, e povos árabes no deserto. O ator americano Morgan Freeman, que fez a narração do vídeo, apareceu no gramado para falar sobre tolerância e respeito, ao encontrar Ghanim Al Muftah. O diálogo reforçou o discurso do Qatar de tentar mostrar que estava aberto a todos.

Logo depois da abertura, Catar e Equador entraram em campo e abriram a Copa do Mundo 2022. É tradição que a seleção do país-sede faça o primeiro jogo do Mundial.  E o Catar não conseguiu manter uma escrita que durava 92 anos em Copas do Mundo ao ser derrotado na abertura do torneio para o Equador por 2 a 0. Com isso, o Catar se tornou o primeiro país-sede a perder na história dos Mundiais. E o responsável por dar ao Qatar esse triste recorde foi Enner Valencia. O atacante marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 dos sul-americanos sobre a equipe da casa, neste domingo, no estádio Al Bayt, em Al Khor.