ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > STJ rejeita federalização do caso Marielle

27 de maio de 2020

STJ rejeita federalização do caso Marielle

BRASÍLIA – A decisão de rejeitar a federalização das investigações sobre o crime foi por unanimidade. A família de Marielle era contra transferir o caso para a esfera federal.

BRASÍLIA – O Superior Tribunal de Justiça rejeitou, por unanimidade, a federalização da investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes. O pedido de federalização foi apresentado pela Procuradoria-Geral da República. Os sete ministros seguiram o voto da relatora, Laurita Vaz, para quem não houve ‘inércia ou inação’ das autoridades estaduais no caso.

O crime aconteceu em março de 2018. Dois suspeitos foram presos um ano depois. Mas ainda não foi descoberto o mandante. Com a decisão do STJ, o crime continuará sendo investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Rio. A federalização permitiria a apuração pela Polícia Federal e o ministério Público Federal.  A família de Marielle era contra a federalização.