ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Senado da Argentina aprova legalização do aborto no país

30 de dezembro de 2020

Senado da Argentina aprova legalização do aborto no país

BUENOS AIRES – A votação terminou na madrugada de hoje (30) com 38 votos a favor, 29 contra e uma abstenção.

A ativista Nelly Minyersky, de 91 anos, defendeu a descriminalização e a legalização do aborto na Argentina. Foto de divulgação

BUENOS AIRES (agências internacionais) – O Senado da Argentina aprovou, após 12 horas de debate, o projeto de lei de autoria do governo do presidente Alberto Fernández para legalizar o aborto no país.

A votação terminou na madrugada de hoje (30) com 38 votos a favor, 29 contra e uma abstenção. Quatro senadores não estavam presentes. 

O texto aprovado estabelece que as mulheres têm direito a interromper voluntariamente a gravidez até a 14ª semana de gestação. Após este período, o aborto na Argentina será permitido apenas em casos de risco de vida para a gestante ou quando a concepção é fruto de um estupro.

A lei atual previa a interrupção voluntária da gravidez só em caso de risco de vida para a mãe ou quando a concepção é fruto de um estupro.