ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Gilmar Mendes nega pedido de Eduardo Bolsonaro para suspender CPI das Fake News

30 de abril de 2020

Gilmar Mendes nega pedido de Eduardo Bolsonaro para suspender CPI das Fake News

BRASÍLIA – O parlamentar alegava que o trabalho da CPI tinha sido desvirtuado para prejudicar membros do Legislativo aliados do governo e o próprio presidente da República.

BRASÍLIA – O ministro Gilmar Mendes,  do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) para suspender a prorrogação da  CPI das Fake News.

O parlamentar havia ingressado com um mandado de segurança no STF argumentando que o trabalho da comissão tinha sido desvirtuado com a intenção de prejudicar membros do Legislativo aliados do governo e o próprio presidente da República.

Na ação, o deputado argumentou que o objetivo principal da CPI era o de proteger ‘contra a indução e o estímulo ao suicídio’, além de impedir crimes na rede.

De acordo com o pedido, a análise eleitoral das fake news era completamente acessória. Ao negar o pedido de prorrogação da CPI, o ministro Gilmar Mendes rejeitou a tese sugerida por Eduardo Bolsonaro.