ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > AGU recorre de decisão sobre depoimento presencial de Bolsonaro

17 de setembro de 2020

AGU recorre de decisão sobre depoimento presencial de Bolsonaro

BRASÍLIA – Ministro Celso de Mello, do STF, determinou que Jair Bolsonaro preste depoimento presencial no inquérito que apura se houve interferência do presidente na PF.

Agência Brasil / Marcello Casal Jr.

BRASÍLIA – A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento presencial no inquérito que apura se houve interferência dele na Polícia Federal.

Bolsonaro já foi intimado a depor, e a AGU quer que o depoimento possa ser por escrito. Na semana passada, o ministro do STF negou ao presidente a possibilidade de ser interrogado dessa forma.

O advogado-geral da União, José Levi, recorreu da decisão após Bolsonaro ter sido intimado a depor às 14h dos dias 21, 22 ou 23 de setembro. Levi pede que o depoimento seja suspenso até o julgamento do recurso.