Zeca Baleiro

zeca_baleiro_24892

[trx_video url=”https://youtu.be/xygU7KToI_0″ autoplay=”off” title=”on”]

Zeca Baleiro nasceu em 11 de abril de 1966, em Arari/MA. Começou a se projetar nacionalmente quando apareceu no especial que a MTV fez de Gal Costa. Em 1997, seu primeiro disco “Por Onde Andará Stephen Fry?” chamou a atenção da crítica, que passou a defini-lo como “neotropicalista”

No ano seguinte, ganhou dois prêmios Sharp: melhor disco e melhor música “Bandeira”, ambos na categoria pop-rock. Dois anos depois, lança o segundo CD. “Vô Imbolá” conta com participações especiais de Zeca Pagodinho, Zé Ramalho, Rita Ribeiro e outros, trazendo um repertório que mistura música brasileira folclórica, samba e ritmos eletrônicos. Lançou o álbum “Líricas” em 2000.

Em parceria com Fagner, gravou em 2003 o CD “Raimundo Fagner & Zeca Baleiro”. Mostrado em curta temporada por capitais brasileiras, o show foi registrado em DVD durante temporada no Canecão, Rio de Janeiro. “Baladas do Asfalto e Outros Blues”, seu trabalho subsequente, foi lançado em 2005. O quinto álbum solo traz várias canções inéditas de sua autoria, e que em 2006 ganhou uma versão ao vivo. Mas ainda no ano de 2005, Baleiro recebe um convite especial: ele foi um dos brasileiros escolhido para se apresentar durante o evento de celebração do ano do Brasil na França.

Também em 2005, o músico lança o seu próprio selo: Saravá Discos. Entre os trabalhos lançados com a marca de Baleiro, está o CD “Cruel”, uma obra póstuma do cantor e compositor capixaba Sérgio Sampaio, falecido em 1994. Nele, o maranhense tem a chance de mostrar seu talento também como produtor. Em 2008, chega às lojas o CD “O Coração do Homem Bomba”, volume 1 e 2. Lançado com um intervalo de dois meses entre eles, os álbuns somam 27 faixas, mas trazem ritmos bem diferentes. Enquanto o primeiro apresenta músicas mais dançantes, o segundo traz canções intimistas, mas ambos com letras inteligentes e engraçadas, característica de Zeca.

Em 2009, o maranhense une os dois trabalhos em “O Coração do Homem Bomba – Ao Vivo (Ao Vivo Mesmo)”. No ano de 2010, Zeca Baleiro gravou em São Paulo o show “Concerto”, que deu origem a um CD e DVD, onde apresentou composições inéditas e releituras de músicas que iam desde os sambas de Cartola, passando por Walter Franco, até o rock do Camisa de Vênus e Foo Fighters.

Em 2012, Zeca Baleiro e Charlie Brown Jr. se reúnem para gravar uma versão ao vivo da canção “Proibida Pra Mim” integrante do CD Música Popular Caiçara (Ao Vivo). No mesmo ano, o cantor lançou os álbuns “O Disco do Ano” e “Lado Z Volume 2”.

Em 2014, Zeca lançou o segundo livro de crônicas, intitulado “A Rede Idiota e outros textos”, e o primeiro álbum infantil de sua carreira, que recebeu o nome de “Zoró [bichos esquisitos] Vol.1” e contou com a participações de artistas como Fernanda Abreu e Tom Zé. Já em 2015, para homenagear os 40 anos da carreira de Zé Ramalho, o maranhense lançou o disco “Zeca Baleiro canta Zé Ramalho: Chão de Giz Ao Vivo.

 

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1