“Viúva da Mega-Sena” tem a prisão revogada

Foto: Agência O Dia / Severino Silva

Foto: Agência O Dia / Severino Silva

RIO – O juiz Pedro Amorim Gotlib, titular da 2ª Vara Criminal de Rio Bonito, revogou a prisão de Adriana Ferreira Almeida, conhecida como a “Viúva da Mega-Sena”. Ela foi condenada na semana passada a 20 anos de prisão pela morte do marido Renné Senna, em janeiro de 2007. Ele ficou milionário em 2005, ao ganhar R$ 52 milhões no prêmio da Mega-Sena. Adriana deve sair ainda hoje da cadeia pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. O pedido de revogação foi atendido com restrições. O juiz impôs que ‘viúva da Mega-Sena’ terá que usar tornozeleira eletrônica, não pode deixar a comarca de Cachoeira de Macacu, onde mora, e está proibida de ter contato com a família da vítima e com testemunhas de acusação.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1