Viúva da Mega-Sena é condenada a 20 anos de prisão por planejar morte do marido em janeiro de 2007

Foto: Agência O Dia / Severino Silva

Foto: Agência O Dia / Severino Silva

RIO BONITO – A ex-cabeleireira Adriana Ferreira de Almeida, que ficou conhecida como a ‘viúva da Mega-Sena’, foi condenada a 20 anos de prisão pela morte do marido Renné Senna. A sentença se baseou no fato de Adriana ter planejado a morte do marido que ganhou na Mega-Sena em janeiro de 2007 e foi morto nesse mesmo mês. Ela foi considerada mandante do assassinato. A sentença foi dada pelo 2º Tribunal do Júri de Rio Bonito, na Região Metropolitana do Rio, após três dias de julgamento. Adriana será presa e não poderá recorrer em liberdade por risco de fuga. A ex-cabeleireira chegou a ser julgada em 2011 e foi inocentada, mas três anos depois, a sentença foi anulada pelo Tribunal de Justiça, que decidiu submeter Adriana a um novo júri.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1