Umbanda passa a ser patrimônio imaterial da cidade do Rio

omolu-16

RIO – A Umbanda entrou para a lista de patrimônios imateriais do Rio de Janeiro após o decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes ser publicado no Diário Oficial do município de hoje. Com isso, a religião de matriz africana passa a ser reconhecida como patrimônio cultural da cidade. Agora, o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) fará um cadastro dos terreiros de umbanda para mapear os locais tradicionais onde a religião é praticada. A primeira instituição cadastrada é a tenda espírita Vovó Maria Conga de Aruanda, localizada no Estácio, na zona norte. Depois dessa iniciativa, a Umbanda vem se juntar a outros bens imateriais cariocas como: bossa nova, escolas de samba, blocos carnavalescos Cordão da Bola Preta e Cacique de Ramos, Centro Luiz Gonzaga de tradições nordestinas (Feira de São Cristóvão), vendedores de mate e biscoitos de polvilho das praias cariocas, procissão de São Sebastião e frescobol. Ao todo, a cidade do Rio tem 54 bens imateriais.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1