Rodrigo Janot quer investigar vazamento de delação de ex-executivo da Odebrecht

Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo

Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo

BRASÍLIA – O procurador geral da República, Rodrigo Janot, vai solicitar a abertura de investigação para apurar o vazamento da delação de um dos executivos da Odebrecht, Cláudio Melo Filho. Em nota, Janot destaca que a divulgação do depoimento, além de ilegal, não auxilia no trabalho de investigação. A delação, para ter efeito jurídico, necessita da homologação do Supremo Tribunal Federal (STF), o que não aconteceu no caso em questão. Responsável pelo relacionamento da Odebrecht com o Congresso Nacional, Cláudio Melo Filho citou, em depoimento, 51 políticos de onze partidos, entre eles o presidente Michel Temer. Renan Calheiros, Romero Jucá, Geddel Vieira Lima e Moreira Franco foram outros nomes citados.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1