Reserva Biológica de Poço das Antas, no interior do Rio, é fechada por causa do risco de febre amarela

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

RIO – Está fechada a Reserva Biológica de Poço das Antas, que fica na divisa de Casimiro de Abreu, cidade do interior do Rio onde uma pessoa morreu e outra adoeceu com febre amarela. Um bugio, um primata que pode chegar a 75 centímetros e 9 quilos, foi encontrado morto perto do local, e um outro macaco da mesma espécie teria sido recolhido com sangue na boca na Estrada dos Cambucás, que fica dentro da área de proteção. Por prevenção, todos os funcionários de parques municipais e estaduais do Rio serão vacinados nos próximos dias. A Coordenadora Regional do Instituto Chico Mendes, Andréa de Nóbrega, não descarta a possibilidade de fechar o Parque Nacional da Tijuca caso haja suspeita de contágio dos animais da mata pelo vírus da febre amarela. E já chegou ao município de Casimiro de Abreu o lote com 13 mil de doses da vacina contra a doença que foi solicitado ao Ministério da Saúde em caráter emergencial. A Secretaria Estadual de Saúde divulgou que o lote era formado por um milhão de doses, mas depois corrigiu a informação. Ainda segundo a Secretaria, ao longo da semana deve chegar o restante das doses que serão distribuídas entre os 25 municípios considerados estratégicos para impedir a propagação do vírus da febre amarela no Rio de Janeiro.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1